Reality é a nova mídia

Formato atrai mais investimentos de anunciantes, com empresas voltando suas atenções para diferentes modelos de anúncios.

No começo, muitos acharam que era apenas uma moda. Após algumas edições, a audiência se cansaria dos mesmos conchavos, romances e brigas motivados pela convivência entre estranhos em um ambiente vigiado e, junto à atenção dos espectadores, a verba publicitária também fugiria. Dez anos depois de estrear na TV brasileira com No Limite, inspirado no norte-americano Survivor, os reality shows estão no caminho contrário: o gênero não apenas se consolidou como uma aposta segura para atrair audiência diante do investimento necessário como já atinge novas áreas de interesse, fragmentou-se para se adaptar à grade da TV brasileira e vem ganhando relevância como um veículo de divulgação publicitária para empresas.

 

Sem nenhuma surpresa, o desbravador do mercado de reality shows no Brasil é o Big Brother Brasil, adaptação da franquia da Endemol trazida ao Brasil em 2002 após parceria entre a produtora e a TV Globo que resultou na joint venture Endemol-Globo. Além do BBB, a parceria adaptou às telas do canal carioca outros formatos de reality, como é o caso do Hipertensão, do Dança dos Famosos e do Fama. Prestes a entrar em sua 11a edição em oito anos, o Big Brother Brasil não é um fenômeno apenas de audiência (ainda que as finais venham apresentando queda nos índices a cada ano, segundo o Ibope), mas também do ponto de vista publicitário.

(mais…)

postado por admin em 25 de novembro de 2010, 18:17   |   0 comentários